Matérias Pensar em sexo deixa você mais inteligente

Pensar em sexo deixa você mais inteligente e melhora sua memória... Sim, os resultados de duas pesquisas feitas em universidades na Holanda e no Canadá apontam isso. Então, vamos praticar?

Pensar em sexo deixa você mais inteligente

PENSAR EM SEXO DEIXA VOCÊ MAIS INTELIGENTE

Já viu essa? A dica é do pessoal da Universidade de Amsterdã (Holanda).

Primeiro, eles fizeram parte dos voluntários, homens e mulheres, pensarem em sexo. Depois, colocaram todo mundo para resolver problemas de lógica e matemática. E, surpresa, o desempenho dos que estavam com ideias safadinhas na cabeça foi melhor.

É que, segundo os cientistas, quando pensamos em sexo, nosso cérebro ativa uma área “projetada” pela evolução para ajudar a gente a se reproduzir. Daí em diante, começamos a prestar mais atenção nas outras pessoas, a achá-las especialmente atraentes, a tentar identificar sinais de interesse sexual quando flertamos com alguém, e por aí vai.

Essas mudanças mentais, que acontecem naturalmente para favorecer a reprodução, intensificam a nossa atenção e o nosso foco nos detalhes, o que deixa a percepção mais afiada e acaba favorecendo também o raciocínio, explica o estudo. Olha que beleza.

SEXO MELHORA SUA MEMÓRIA

Poucas coisas na vida fazem tão bem quanto sexo – melhora sua pele, seu humor e ainda deixa você mais inteligente. E para melhorar, a mais recente descoberta da ciência comprova: sexo faz bem para a memória. Pena que tanta gente prefira comida a uma noite de prazer…


Pesquisadores da Universidade da MgGill, no Canadá, pediram a 78 mulheres, entre 18 e 29 anos, para fazer um teste de memória. O desafio delas era tentar se lembrar de rostos e palavras que apareciam na tela do computador. As mulheres que transavam com mais frequência pontuaram mais do que as outras.

Elas se saíram melhor nos testes com as palavras. Isso porque, segundo a pesquisa, sexo impulsiona a formação de novos neurônios no hipocampo. Mas a vida sexual não fez diferença na memorização de rostos, por envolver estruturas cerebrais de outras regiões.

“Os químicos envolvidos na sinalização de recompensa do cérebro, como hormônios e neurotransmissores, se mostram ligados tanto à memória quando à atividade sexual”, explica Jens Pruessner, um dos autores da pesquisa.

Então é isso: você pode aproveitar suas horas de folga no fim de semana para aprimorar sua memória. 

 

Fonte: www.super.abril.com.br

23 de Março de 2017
Ver mais notícias